Mudando pra ser feliz

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Sou dessas... ( Quatro anos completos...)

Muito tempo se passou, mas já era hora de voltar. E que assim seja!
Tem gente que vem a este mundo para extrair o melhor do outro. Sabe aquelas pessoas que incentivam você a dar um passo além? Que fazem você suar um pouco mais? Que fazem você esticar mais a perna ou dar uma braçada a mais quando você mesmo acha que já está bom? Conheço algumas assim. E sou grata demais por elas estarem presentes na minha vida e na de tantas pessoas que convivem comigo, porque sem elas tudo seria um eterno conformismo com o mediano. Mas eu não sou esse tipo de pessoa. Eu sou um daqueles tipos anormais que não acredita em casos perdidos.  Que não acha que todos devem ir além dos seus limites quando se dispõem a começar, mas sim que acredita que ninguém deveria desistir porque não conseguiu fazer uma, duas, dez ou cem vezes. Sou aquele tipo que dedica os sábados, há mais de uma década, a dar aulas de Inglês pra quem nunca gostou, nunca quis aprender ou nunca achou que seria capaz de entender. Sou aquele tipo que não acredita que a idade impede você de aprender a dançar, que incentiva a mexer o corpo, mesmo que leve tempo para acompanhar melodia, mesmo que os pés, mãos e a cabeça não consigam, ainda, estar em sintonia. Sou ainda aquele tipo de pessoa que vai encontrar um jeito de mostrar a você que o sonho vale a pena sim ser batalhado. Que não importa quanto tempo custe, vou estar ali pra não deixar que ele se perca em meio às dificuldades que sempre vão existir. Não acredito em causa perdida. Não acredito em tempo de aprendizado igual para todos. Não acredito em incapacidade. Acredito, isso sim, que se alguém chega a mim por alguma razão, seja ela qual for, não cabe mim decidir se essa pessoa pode ou não ir além.  Cabe mim não desistir dela antes que consiga o que realmente importa pra ela, e que se sinta bem pelo muito que conquistou por não abandonar seus desejos. Realização pra mim? Não passa nem perto pelo orgulho de fazer parte do "melhor"... Realização pra mim é, acima de tudo, o brilho no olhar e o sorriso no rosto de quem eu tive a oportunidade de ajudar a chegar lá. Se a pessoa for a melhor, a conquista e o mérito serão dela. Mas se estiver na média, sem desistir mesmo com esforços enormes, pode me convidar pra comemorar, porque minha missão estará cumprida. Que venham as coisas difíceis. As que muitos acham que não vale o esforço, o tempo, a dedicação. Porque são estas que me movem me mantém VIVA!

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Em 2014...

Apenas uma das muitas coisas que virão com certeza em 2014...
Bjs

sábado, 6 de julho de 2013

Tantas coisas...

E tem tanta coisa acontecendo, que nem sei por onde voltar a escrever...
Tenho um texto na cabeça, pronto, mas que preciso de ânimo para por no blog. Fala de conquistas pessoais, de não fazer questão de estar à frente, muito pelo contrário, querendo ser aquela que está ali pra ajudar que tudo dê certo.
Tem também todo o stress de não conseguir outro trabalho, a desânimo e a pré depressão que acaba batendo quando vejo uma vida afundando e eu não sabendo onde amarrar um laço pra me segurar e voltar à tona.

Mas como nem tudo é desespero, depois de 27 anos, voltei a fazer prova para o ballet, e pasme, apesar da dificuldade com a volta aos 74 kg (é, eu afundei nesse aspecto também), obtive o maior grau entre as meninas (literalmente meninas, já que a mais velha tem 17 anos, e a professora, 28).
FAIXA VERMELHA.
Cerimônia de troca de nível dia 19, ensaios a mil para isso, muito nervosa, mas feliz. Feliz mesmo, já que este ano tem mais um espetáculo e serão, se tudo der certo até lá, quatro ou cinco coreografias.

Esta semana também completei a semana na academia, cinco dias às 5:30 da manhã, tentando voltar para os 65 kg de onde eu nunca devia ter passado, e em breve querendo chegar aos 59 kg, meta para o espetáculo deste ano. A dieta está uma zona, então tenho que buscar mais força de vontade pra isso também.

O bom é que este semana, apesar de agitado, está sendo muito bom. Amanhã tem corrida. Family Run 2013, minha 5ª edição. Este ano me inscrevi para três etapas da Athenas e a Family. Vou tentar correr, mas se eu caminhar os 6 km, estou satisfeita.

Kit pronto pra correr amanhã e depois partir pra Anime Family

E logo depois, ir pra Anime Family, encontrar um pessoal que me diverte muito, e com quem em breve irei a MG pro Episódio III da Jedicon MG 2013


Galera do ICRJ reunida no Anime Family 2013

E foi exatamente no Anime Family que eu encontrei um item que vinha querendo há tempos, minha primeira varinha. Linda. Apaixonada por ela. E realizada porque algo me diz que ela me fará bem.

Linda. Perfeita. Ela me escolhei e eu fiquei honrada com isso.

Bjs

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Blogs

Tem muitos blogs que eu sigo, porque me identifico com o estilo, com o que as pessoas escrevem, porque me fazem pensar, rir, me emocionam...
Hoje eu li um post da Lilian, no Diarréia de Pensamentos, e achei que combina muito com o que eu venho pensando sobre blogs pessoais que não são populares pelo que escrevem, mas pelas mentiras e coisas inacreditáveis. E ainda fazem questão de contar acessos mesmo sabendo que são baseados em mentiras.

Aqui o post.

Bjs

domingo, 5 de maio de 2013

Se eu fosse, neste terceiro 3 de Maio...

O post deveria ter acontecido na sexta feira, quando oficialmente o blog fez três anos. Mas por vários motivos, acabou não acontecendo.

Um dia antes eu havia passado pelo Casa Claridade, e visto uma postagem que me inspirou para o post que eu queria escrever, e mesmo atrasado, vou reproduzir aqui porque tem muito a ver com o momento de reflexão e ação que ando passando.

Fiz ótimas amigas neste mundo virtual, e a elas eu sou muito grata pelo carinho, pelas palavras, pelo incentivo, pela força que me dão, de todos os modos.

Obrigada às que visitam meu cantinho e me escrevem, e mesmo àquelas que só passam e me dão o prazer da visita.

E que venham outros 3 de Maio para continuar por aqui.

Bjs

Mima D.

Se eu fosse...

... um objecto, seria um livro.
... um número, seria o três.
... uma direção, seria o Sul.
... uma palavra, seria "dedicação".
... uma fruta, seria um morango.

... um animal, seria um panda.
... uma flor, seria uma flor de cerejeira.
... um mês, seria Maio.
... um dia da semana, seria uma Segunda feira.

... uma hora do dia, seria cinco da manhã.

... um clima, seria um dia ameno de Outono.
... um líquido, seria um suco de limão.
... um sabor, seria de algodão doce.
... uma música, seria "Why" de Annie Lenox
... um elemento, seria Água.
... uma parte do corpo, seria o cérebro.

... um sentimento, seria inquietude.
... um lugar, seria uma praia deserta.
... um móvel, seria uma estante de livros.
... um som, seria o do mar quebrando nas pedras.
... uma cor, seria preto.
... uma pedra preciosa, seria uma ametista.
... uma forma, seria um círculo.

... outra pessoa, seria aquela que estou sempre buscando ser quando ajudo o outro.

(Obrigada, Lilly, Daniii, Viih, Flor, Loh LS, Ana Martins, Mi, Ex não vaidosa, A veia do blog e em especial pela inspiração, a Hazel Casa Claridade)